De Repente 18 !

                                         *Eu estava aterrorizada DESSE JEITO no dia do meu aniversário.

Sim galera, agora eu Mayara Evelyn, tenho 18 anos.

Eis algumas coisas que posso fazer:

- Ser presa;
- Ir para o SPC/Serasa;
- Tirar a 1° habilitação;
- Assinar meus próprios recibos e declarações;
- Pegar empréstimo no banco;
- Assistir filmes de terror no cinema sem aquela cara de: "Não, você não entra."
- Ser literalmente responsável por alguém.


    Bom, eu estava devendo esse milhares de outros  posts para vocês.

Na noite de 08/05 para 09/05 (meu aniversário) eu estava uma derrota. Literalmente.
Durante o dia fiquei descabelada e com cara de mendiga, além de estar numa melancolia deprimente por estar ficando velha. ISSO MESMO. Enquanto meninas de 12 anos hoje em dia, morrem de vontade de fazer 18 anos para poderem entrar em boates ou coisas do tipo motel,   eu fiquei bastante abalada por estar perto de tal idade. Foi como um grande tapa na cara que me mostrou que agora estou no "mundo dos adultos" e isso foi um grande pavor para alguém que ainda acha que bonecas são lindas, ama bonecas de pano, curte música infantil e ainda guarda bloquinhos fisher-price. Ah, sem falar que sempre estou metida no meio de "competições" de pular corda com as crianças, tanto que eu poderia até dizer que essa é minha brincadeira favorita.


    Depois de MUITO chororô pra cá,  deprê pra lá e acordar viva e cheia de olheiras no dia 09/05, desisti de lutar contra o tempo que me marcava com 18 anos. Até dei uns sorrisinhos quando me desejaram "Feliz Aniversário". Mas, só me conformei completamente mesmo, em um dos dias mais engraçados, divertidos e felizes da minha vida: No dia da festa (lê-se pequena comemoração) aqui em casa. Foi realmente incrível!
A maior parte dos meus amigos se reuniram comigo, me abraçaram, riram comigo, me fizeram sorrir.
 Minha mãe trabalhou duro (e muito) pra fazer todos os cupcakes que eu mais gosto. Ficou tudo lindo (meu singelo agradecimento as lindas da Rêh e da Vamp que decoraram super correndo a mesa e tal) e gostoso.
                                                     Os Cupcakes mais deliciosos de NI.

   Como era de se esperar, eu praticamente não comi, mas fiquei extremamente feliz por todos estarem ali comigo, e por amar todos eles. Um destaque para a Maris, uma amiga muito querida que eu estava sem ver fazia uns 2 anos. Recebi ligação da minha pequena e linda princesinha de SP, a Vê, com direito a "eu te amo" e desenhos.=D
                                                                   Princesa  Vê!

Ah, sem falar a parte mais engraçada e divertida da festa: O carro de som. Pasmem, mas todos como em coral cantaram comigo: " A minha vitória hoje tem sabooor de mel!" ahahahahahahah. "Desfilei" em um tapete vermelho e fixei em todos o meu "V de vitória".

Senti toda aquela chateação e angústia passar, de verdade. No dia seguinte, li um tóft divino para mim : " Quanto mais você se preocupar, mais pesadelos terá..." Eclesiastes 5:3. E no mesmo livro (e capítulo) pude reler  um versículo que a algum tempo atrás, acalmou meu coração quanto a envelhecer: " E você não sentirá o tempo passar, pois Deus encherá o seu coração de alegria." - 5:20. E que seja assim. Aliás, cada segundo vivendo pra Ele vale a pena, né? =)

E para terminar, foto da galera que eu tanto amo:

                                           Todos fazendo bonito no Dia Nacional de amar a May


18 anos, agora vou lhe usar! hahahahaha

2 comentários:

Libni Salvador disse...

Adorei, seus textos são de uma escrita técnica um tanto quando "matura", me impressiono e alegro-me ao lê-los...

Tenho uma breve impressão que, muito em breve estarei indo à uma grande livraria para comprar um titulo seu.

Quero deixar claro, desde já quero que faça uma dedicatória no anverso da capa para mim ( Favor, entenda isso como uma ameaça.)

Beijos, e eu desejo que em sua vida sempre tenha inspiração para escrever bem, e quando não houver inspiração, haja talento para escrever mesmo assim...

Ps.: I LOVE YOU

Mayara Evelyn disse...

Hahaha, não é para tanto! Mas obrigada pelo carinho. Se um dia eu publicar um livro, você será o primeiro a receber uma dedicatória :p Love u too!

Postar um comentário


up